Setransp repudia acusação do MPT

TST já deu ganho de causa às empresas

Setransp repudia acusação do MPT
28/07/2017 | Imprensa

O Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) repudia com veemência a acusação infundada da ação do Ministério Público do Trabalho (MPT), de que articula greves com falsas alegações de problemas financeiros para pressionar pela alta da tarifa e pelo aumento dos repasses às operadoras.

Abaixo, faça o download da nota completa enviada à imprensa.

Baixar Release

Por dia, linha Alferes Poli custa R$ 1,4 mil, mas só arrecada R$ 98; entenda

Situação ocorre devido à falta de segurança

+

Total de pessoas que pulam a catraca sobe e chega a quase 4 mil por dia

Prejuízo é da ordem de R$ 6 milhões por ano

+

Desequilíbrio financeiro dos contratos impede renovação da frota

Previsão de passageiros feita pela Urbs não se realiza desde o início do contrato

+
© 2017 EMPRESAS DE ÔNIBUS DE CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA | Feito à mão e em pixel por br + vm