Empresas de ônibus discutem inovação e mobilidade em Curitiba

Novas soluções e tendências foram debatidas por especialistas no Fórum que marcou o lançamento do CWBUS Inovação

Empresas de ônibus discutem inovação e mobilidade em Curitiba
29/10/2019 |


Mobility as a Service. Esse foi o tema de um dos painéis do Fórum Sistema de Transporte Coletivo – Ação Faz Inovação, promovido pelas Empresas de Ônibus de Curitiba nesta terça (29). Mediado pelo CEO da Smart Green Tecnologia SA, Sandro Vieira, o tema foi debatido pelo vice-presidente do Instituto da Renault e diretor de comunicação da Renault do Brasil, Caique Ferreira, pelo gerente sênior de infraestrutura e suprimentos do Lactec, Fábio Dib, pelo chefe de Policy da Grow, responsável pelas marcas Yellow e Grin, Luiz Marcelo Alves, e pela superintendente de trânsito da Setran, Rosangela Battistella.

Na abertura do painel, Rosangela comentou sobre os altos números de veículos por habitante e sobre os projetos de educação no trânsito. “Nossos projetos incentivam os cuidados no trânsito e já nos mostram bons resultados com essa mobilização”, comentou a superintendente. Em 2018, Curitiba reduziu em 46% o índice de mortes no trânsito. “Nossa meta é que até 2020 esse número seja ainda melhor”, adiantou.

O Chefe de Policy da Grow comentou sobre o modelo de negócio da marca, que é baseado na micromobilidade. ”O Brasil perde mais R$ 250 bilhões por ano em congestionamento, além de gerar grande poluição e violência no trânsito. Buscamos um meio de transporte que impacte o usuário, social e economicamente, que diminua a poluição na cidade e que permita uma melhor experiência durante o trajeto”, disse Luiz Marcelo, que também sugeriu uma integração das bicicletas e patinetes com o transporte coletivo, aumentando o poder de escolha dos usuários.

Fábio Dib comentou sobre um desafio interno no deslocamento dos colaboradores entre os prédios da empresa em dias de reunião. Uma medida tomada foi a implementação de bicicletas e patinetes elétricos, sem emissão de C02 e com estação de energia solar. “Inovamos em levar um meio de locomoção diferente dentro do ambiente corporativo, e queremos ampliar ainda mais a utilização desses veículos dentro do próprio Lactec e integrado ao transporte público, tendo em vista a diferença nos perfis que temos dentro da empresa”, contou o gerente.

O representante da Renault comentou sobre o mito da rivalidade entre o transporte público e os carros particulares. “Cada solução tem sua utilidade. Eu posso utilizar o transporte público durante o dia, e à noite, por exemplo, sair com meu carro para jantar. Não existe uma guerra entre as soluções de mobilidade. O que sabemos é que os dois devem se reinventar”, disse Ferreira. A marca foi a primeira no Brasil a anunciar e vender carros elétricos e possui diversas iniciativas de Car Sharing (compartilhamento de carros), que pode reduzir em cerca de 30% da frota em uma cidade. Segundo ele, a integração desses serviços deve ser ampliada a fim de propiciar aos usuários diferentes soluções para diferentes necessidades.

INOVAÇÃO

Ainda durante o Fórum, a coordenadora de Inovação da NTU, Maria Luiza Santos, apresentou o programa Coletivo, que é um programa focado no cliente por meio da inovação. “Vimos a necessidade de atender a uma demanda diferente do consumidor. Ele é quem tem o poder de escolha agora. Por isso, queremos fomentar a evolução do transporte público, visando à mobilidade sustentável nas cidades para o desenvolvimento das pessoas e da qualidade de vida”, disse a coordenadora, lembrando que, além das empresas do setor, investidores, startups, universidades, aceleradoras, ecossistemas, parceiros e a sociedade como um todo estão integrando o Coletivo NTU.

Outra iniciativa importante lançada durante o Fórum Sistema de Transporte Coletivo – Ação Faz Inovação foi o CWBUS Inovação. A entidade, que vai funcionar como um “hub”, deve integrar os atores desse ecossistema e desenvolver soluções para melhorar a mobilidade urbana da capital paranaense, valorizando o transporte público e integrando-o aos novos modais. “Nosso objetivo é colocar Curitiba novamente no topo do ranking do transporte público mundial, promovendo debates e propondo soluções viáveis para o transporte coletivo”, revelou o idealizador do CWBUS Inovação, Luiz Alberto Lenz Cesar.

Setransp repudia declarações do presidente da ACP

Empresas de ônibus cobram mais responsabilidade

+

Empresas de ônibus pedem criação de plano para socorrer o setor

Queda de demanda ameaça colapso do serviço

+

Nota oficial: transporte coletivo contra o coronavírus

Diversas ações estão em andamento para conter transmissão da doença

+

Curitiba alcança a marca de 400 ônibus novos

Empresas entregaram hoje mais 63 veículos

+
  • Categorias

  • Posts recentes

  • © 2017 EMPRESAS DE ÔNIBUS DE CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA | Feito à mão e em pixel por br + vm