Revista da NTU destaca Curitiba: “Melhoria constante”

Empresas de ônibus já renovaram 262 veículos

18/06/2019 |

Curitiba é uma cidade que saiu na frente em projetos que priorizam o transporte público coletivo por ônibus e há 40 anos é referência mundial no assunto. As duas primeiras linhas do BRT da cidade entraram em operação com uma frota de 20 ônibus e, ao longo dos anos, o sistema foi se modernizando com coletivos maiores e bilhetagem automática. O modelo já foi adotado por 250 cidades brasileiras e de outros países.

Além dos oito sistemas BRT atualmente em operação, que totalizam 87,8 quilômetros, das nove faixas exclusivas e dos três corredores de ônibus existentes, a capital paranaense conta com uma nova linha do chamado “Ligeirão”, veículo biarticulado que circula com prioridade em via expressa e que trafega com mais rapidez que o biarticulado parador, por ter menos pontos de parada. Além disso, a prefeitura vem realizando manutenções preventivas nas estações-tubo, reforma de terminais e obras de pavimentação.

As empresas também estão fazendo a sua parte. Em novembro de 2017, após assinatura de termo de ajuste com a Prefeitura de Curitiba visando o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos de concessão, as empresas de ônibus deram início a um programa de renovação da frota que pretende substituir 450 veículos. De acordo com o cronograma, foram 150 novos ônibus em 2018, outros 150 até o final deste ano e o restante em 2020. Já foram negociados 262 veículos, com um investimento de cerca de R$ 180 milhões.

Para o presidente do Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp), Mauricio Gulin, a cidade vem avançando no transporte público mesmo com dificuldades financeiras. “As empresas de ônibus percebem que a atual gestão municipal possui políticas públicas voltadas à prioridade do transporte público. Obviamente, devido aos grandes gargalos na mobilidade urbana, principalmente em razão das políticas federais de prioridade ao transporte individual, ainda existe muito a ser feito”.

Com mais de um milhão de passageiros transportados por dia, os investimentos em melhoria da mobilidade tornam-se primordiais para o deslocamento da população, como explica o presidente da Urbs, empresa responsável pelo serviço de transporte de Curitiba, Ogeny Pedro Maia Neto. “Agora a capital está caminhando para implantação da linha Ligeirão em todos os eixos expressos e a conclusão da Linha Verde, outro eixo que terá a integração com a Região Metropolitana da cidade”.

Em fevereiro, a Prefeitura e o Governo do Paraná anunciaram, de forma conjunta, mais investimentos no transporte coletivo. A Prefeitura vai subsidiar o sistema em R$ 50 milhões e o Governo dará R$ 40 milhões para Curitiba e R$ 110 milhões para a região metropolitana, com a contrapartida da capital de que haja mais integrações e a criação de novas faixas exclusivas.

Nos últimos anos, o setor registrou perda de passageiros. O total de usuários transportados em Curitiba caiu 19,8 milhões entre 2016 e 2017 e mais 2,9 milhões de 2017 a 2018. Houve desaceleração, mas, ainda assim, a perda de usuários continua, segundo o Setransp. A crise é resultado da lenta recuperação da economia brasileira, o persistente desemprego e a concorrência cada vez maior com novos modais de transporte. Para reverter esse cenário é necessário maiores intervenções do governo, como destaca Gulin. “Políticas públicas de prioridade ao transporte coletivo são, além de desejáveis, necessárias”.

Reportagem publicada na revista NTUrbano, edição 38, de março e abril de 2019.

Operação Fura-Catraca diminui invasões em 9% em Curitiba

Confira a pesquisa!

+

Cobradores e motoristas de ônibus passam por requalificação em Fazenda Rio Grande

Foco do programa é voltado para quem recebeu reclamação

+

Feliz Dia dos Pais

Confira o vídeo!

+

Ligeirinho Fazenda/Curitiba terá todos os ônibus articulados e linha passa a oferecer novos horários

Mudanças ocorrem a partir de segunda-feira, 29

+
  • Categorias

  • Posts recentes

  • © 2017 EMPRESAS DE ÔNIBUS DE CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA | Feito à mão e em pixel por br + vm