Tarifa técnica sobe para R$ 4,7114

Valor para o passageiro permanece em R$ 4,25

Tarifa técnica sobe para R$ 4,7114
31/07/2018 |

O valor da tarifa técnica subiu de R$ 4,2423 para R$ 4,7114.

O valor pago na catraca pelos passageiros permanecerá o mesmo: R$ 4,25.

Por que houve o aumento da tarifa técnica?

O contrato de concessão determina que seja feito o reajuste da tarifa técnica a cada novo período tarifário – 26 de fevereiro do ano corrente a 25 de fevereiro do ano seguinte. Nesse momento, os custos são reanalisados, os salários passam por correção e, portanto, há o reequilíbrio da tarifa técnica. O reajuste deve obedecer a metodologia de cálculo estipulada no Anexo III do contrato.

O que a tarifa técnica contempla?

A tarifa técnica reflete o custo total do sistema de transporte de Curitiba e está dividida nos principais grupos abaixo:

– Custos Dependentes: combustíveis, lubrificantes, pneus, peças, etc.

– Custos com Pessoal de Operação e Administração: salários, encargos, benefícios.

– Custo de Administração: vigilância de terminais, bilhetagem, etc.

– Amortização e Remuneração dos Investimentos: frota, equipamentos, etc.

– Impostos e taxas: ISS, FUC e CPRB.

O novo valor retroage a 26 de fevereiro?

Sim. Assim como normalmente ocorre no caso de reajuste salarial, o valor estabelecido retroage à data-base.

Qual é a visão das empresas de ônibus sobre a nova tarifa técnica?

Desde a assinatura do termo aditivo, no fim do ano passado, as empresas de ônibus e a Urbs montaram grupos de trabalho para estabelecer um cronograma de renovação de frota, melhorar a eficiência da operação no dia a dia e buscar o equilíbrio econômico-financeiro do sistema, com o objetivo de prestar um serviço com mais qualidade à população. O reajuste da tarifa técnica versa sobre esse equilíbrio e, embora haja uma pequena divergência ou outra, o cálculo da tarifa técnica, via de regra, obedeceu a metodologia estipulada no Anexo III do contrato. Da mesma forma, a projeção de passageiros feita pela Urbs está bastante próxima do que ocorre de fato, o que possibilita que o sistema trabalhe dentro de uma perspectiva realista.

Quando chegam novos ônibus?

A princípio, o cronograma firmado no termo aditivo estabelece a entrega de 150 ônibus por ano até 2020. Mas, dependendo da necessidade e entendimento, esse prazo pode ser adiantado.

Feliz Dia dos Pais!

Confira o vídeo

+

Dia Mundial do Pedestre: confira o vídeo com dicas de segurança!

Trânsito seguro é responsabilidade de todos

+

Empresa Glória recebe apaixonados por ônibus

Grupo conheceu a história e a frota da empresa

+

Linhas em Fazenda Rio Grande terão novos horários a partir de 17 e 18 de junho

Readequações ocorrem para oferecer melhorias nos intervalos

+
  • Categorias

  • Posts recentes

  • © 2017 EMPRESAS DE ÔNIBUS DE CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA | Feito à mão e em pixel por br + vm