Justiça valida termo de reequilíbrio do transporte coletivo

“Agora o documento tem total legitimidade”, disse Mauricio Gulin, presidente do Setransp

Justiça valida termo de reequilíbrio do transporte coletivo
21/12/2017 |

O termo de ajuste de reequilíbrio dos contratos de concessão do transporte coletivo de Curitiba foi homologado, na sexta-feira (15), pelo juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública, Tiago Gagliano Pinto Alberto. Antes, o documento recebeu parecer favorável do MP (Ministério Público). “A homologação é importante porque dá legitimidade e transparência a esse processo. Agora vamos trabalhar para reduzir custos, renovar a frota e atrair passageiros de volta ao sistema”, disse o presidente do Setransp (Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana), Mauricio Gulin.

A validação pela Justiça ocorreu praticamente um mês depois de o termo ter sido apresentado à imprensa, em 14 de novembro, na sede da Prefeitura. Na ocasião, o Setransp e a Urbs (Urbanização de Curitiba S/A) anunciaram o fim das ações judiciais e um cronograma de renovação de frota – 25 novos biarticulados até o dia 29 de março, dia de aniversário da cidade, e 150 ônibus em 2018, 2019 e 2020, totalizando 475 veículos. Em 11 de dezembro, o prefeito entregou dez ônibus novos, em evento no Parque Tanguá.

Linhas em Fazenda Rio Grande terão novos horários a partir de 17 e 18 de junho

Readequações ocorrem para oferecer melhorias nos intervalos

+

Prejuízo anual com fura-catraca equivale a cinco biarticulados novos; confira vídeo

Todos os dias, 3.995 pessoas embarcam nos ônibus sem pagar a tarifa

+

Vídeo: crianças levam mensagem do Maio Amarelo à empresa Araucária

“Celular e direção, nem pensar! Não combinam!”

+

Criminosos atacam ônibus e prejudicam transporte em Rio Branco e Itaperuçu

Linhas voltaram a circular por volta das 8h30

+
  • Categorias

  • Posts recentes

  • © 2017 EMPRESAS DE ÔNIBUS DE CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA | Feito à mão e em pixel por br + vm